Gestão da Qualidade

Gestão da Qualidade

  • Políticas

    Em cada unidade temos equipes capacitadas para garantir a qualidade dos produtos. As unidades possuem diversos programas de autocontrole inspecionados pelo Sistema de Inspeção Federal.

    Boas Práticas de Fabricação

    São procedimentos higiênicos, sanitários e operacionais aplicados em todo o fluxo de produção, desde a obtenção dos ingredientes e matérias-primas até a distribuição do produto final.

    Hábitos Higiênicos e Saúde dos Manipuladores

    São procedimentos higiênicos orientados aos funcionários que trabalham direta ou indiretamente no processamento de produtos cárneos. Garantir a inocuidade do produto final através da avaliação sistemática da higiene pessoal e hábitos higiênicos, do correto uso dos uniformes / acessórios, e do controle da saúde dos funcionários.

    Temperaturas

    São procedimentos para o controle da temperatura nas diversas etapas do processo. Garantir a inocuidade das operações e controlar o crescimento de patógenos que possam interferir na segurança e qualidade do produto acabado.

    Matérias-primas, Ingredientes e Embalagens

    São procedimentos que garantam a inocuidade do produto quando em contato direto com qualquer elemento que faça parte de sua composição, a saber: Matérias-Primas, Ingredientes e Embalagens.

    Limpeza e Sanitização (PPHO)

    São procedimentos higiênicos a fim de prevenir a contaminação direta, cruzada ou adulterações dos produtos por meio das superfícies dos equipamentos, utensílios, instrumentos de processo e manipuladores de alimentos.

    Calibração e Aferição dos Instrumentos de Controle de Processo

    São procedimentos de aferição e calibração dos instrumentos de controle de processo. Garantir o monitoramento das temperaturas e pesos nas etapas de produção, de forma precisa e sem danos a segurança e qualidade dos produtos.

    Análises Laboratoriais (Microbiológicas e Físico-químicas)

    São procedimentos de coleta de amostras, frequências e avaliação da qualidade de produtos através da execução periódica de testes microbiológicos e físico-químicos. Monitorar a qualidade microbiológica e físico-química de produtos, água e gelo, através da interpretação dos resultados das análises e do cumprimento dos padrões aplicáveis pelas legislações pertinentes.

    Procedimentos Sanitários das Operações (PSO)

    São procedimentos que visam manter as condições higiênico-sanitárias dos alimentos durante as operações e garantir que os produtos não sofram alterações.

    Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC)

    É um sistema desenvolvido para garantir a inocuidade e segurança dos produtos obtidos através do planejamento e implementação do Sistema APPCC.

  • Bem-estar Animal

    São procedimentos sob o ponto de vista humanitário para que as aves destinadas ao abate não tenham qualquer sofrimento desnecessário enquanto permanecerem vivas. Avaliar o manejo das aves durante o transporte, recepção, descarga, pendura, insensibilização e sangria de modo a não causar desconforto ou sofrimento nas aves.

    Boas Práticas de Manejo nos Aviários

    O sistema de Boas Práticas de Manejo nos aviários destaca os principais fatores que podem influenciar o desempenho na criação de frango de corte. São adotadas medidas que atendam ao bem-estar das aves, o bem-estar do trabalhador e meio ambiente.

    Manutenção das Instalações e Equipamentos

    São procedimentos adotados para manter a indústria em perfeito funcionamento, eliminando eventuais paradas e preservando as características originais das instalações, com o propósito de garantir a elaboração dos produtos em conformidade com o processamento programado não comprometendo a inocuidade do produto.

    Vestiários, Sanitários e Barreiras Sanitárias

    São procedimentos de avaliação das condições higiênicas e de manutenção dos vestiários, sanitários e barreiras sanitárias. E de utilização dos uniformes, desde a chegada do funcionário ao trabalho até seu retorno, contemplando sua passagem pelos vestiários e barreiras sanitárias. Evitar focos de contaminação entre o meio externo e o interior da indústria.

    Iluminação

    São procedimentos de avaliação das condições de iluminação dos setores. Garantir uma iluminação de qualidade e intensidade suficientes nos setores envolvidos com a manipulação e processamento, de modo a não prejudicar a avaliação das condições higiênico-sanitárias das instalações, equipamentos e produtos em processamento.

    Ventilação

    São procedimentos que visam controlar a correta ventilação nos setores, evitando a formação de odores, vapores, condensação, gelo e neve. Prevenir a formação de condições higiênico-sanitárias insatisfatórias nos ambientes de processamento e garantir que os produtos não sofram alterações.

    Água de Abastecimento

    São procedimentos adotados para garantir a segurança da água utilizada nos processos industriais.

    Águas Residuais

    São procedimentos de escoamento das águas residuais nos diversos setores. Garantir as condições de higiene dos processos através da manutenção de ambientes limpos, secos e organizados, evitando os riscos de contaminação cruzada.

    Controle Integrado de Pragas

    São procedimentos de controle e métodos de prevenção a fim de evitar a atração, instalação, proliferação e infestação de pragas. Garantir a inocuidade das matérias-primas e produtos finais e evitar que o recinto industrial apresente um ambiente favorável à proliferação de insetos e roedores.

    Certificação Sanitária de Produtos

    Garante que o produto seja destinado aos consumidores com a qualidade esperada.